Fechar

Fale com um consultor online:

Entre em contato
MENU
05/07/2021

Financiamento imobiliário: dúvidas frequentes

Financiamento imobiliário: dúvidas frequentes

O financiamento imobiliário é uma possibilidade para quem não pode comprar um imóvel à vista, ou seja, é a realidade da maioria dos brasileiros.

São tantas regras e detalhes que podem confundir quem está à procura do imóvel dos sonhos. Mas será que realmente o financiamento é tão complexo? É isso que vamos explicar nesse artigo.

 

Qualquer pessoa pode fazer um financiamento imobiliário?

Sim, mas as instituições financeiras verificam o seu histórico de inadimplência, rendas e obrigações financeiras. Em geral são financiamentos longos, por isso os bancos querem ter a garantia de que você poderá arcar com o valor da mensalidade do imóvel. 

Então se você já é fiador de alguém ou tem outro financiamento é preciso ficar atento porque pode ser um empecilho para aprovação do crédito.

No site da Caixa é fornecido alguns critérios para ter aprovação, são eles:

  • A prestação não pode ser maior que 30% da sua renda familiar mensal bruta;
  • Possuir capacidade civil e de pagamento;
  • Não ter recebido desconto do FGTS em outro financiamento habitacional.

O imóvel deve estar localizado: a) no mesmo município onde você exerça sua ocupação laboral principal, nos municípios limítrofes a ele ou integrantes da mesma região metropolitana; ou b) no mesmo município onde você comprove a sua residência há mais de um ano, nos municípios limítrofes a ele ou integrantes da mesma região metropolitana.

 

Posso financiar junto com outra pessoa?

Vimos na perguntar anterior que a prestação não pode ser maior que 30% da renda familiar. Tendo em vista essa dificuldade, algumas instituições permitem o financiamento em conjunto. Alguns bancos permitem a inclusão de parentes e amigos, enquanto outros exige laços de primeiro grau ou cônjuge.  

Quando isso ocorre, ficará em nome dos dois nos documentos de compra e venda, firmando um acordo de não se envolverem em outras linhas de créditos até ocorrer uma parte da amortização da dívida.

Por isso, é preciso ter cuidado para não ficar preso no financiamento e acabar com a possibilidade, por exemplo, de comprar um carro a prazo via instituição financeira.

 

É possível financiar sem entrada?

O mínimo necessário para conseguir financiamento é 10%, porém os bancos estão pedindo valores maiores para entrada. Varia entre as instituições financeiras, mas vale ressaltar que quanto maior a entrada, seus juros tende a diminuir.

Na verdade quanto maior a entrada, maiores são as chances da aprovação de crédito. Esse ano a Caixa está com um projeto para financiar 100% dos imóveis que são retomados por inadimplência, que até então eram vendidos nos leilões.

Também há uma ação do Governo Federal para o financiamento integral para membros das forças policiais e bombeiros. Então fique ligado nas notícias do mercado de financiamento para não perder as oportunidades.

Caso esteja no aluguel, escrevemos nesse artigo com dicas para sair do aluguel.

 

Quando é possível usar o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS)?

Segundo a nossa consulta no site da Caixa as condições básicas de uso do FGTS para financiamento de imóvel são:

  • Possuir 03 (três) anos de trabalho sob regime do FGTS;
  • Não ser titular de financiamento ativo no âmbito do SFH, localizado em qualquer parte do território nacional;
  • Não ser proprietário, promitente comprador, usufrutuário ou cessionário de outro imóvel residencial, concluído ou em construção, localizado no mesmo município do exercício de sua ocupação laboral, incluindo os municípios limítrofes ou os municípios integrantes da mesma Região Metropolitana;              

Vale ressaltar que o uso de FGTS para aquisição de imóvel é para quem vai adquirir o seu primeiro imóvel, porém é possível utilizar para amortização ou liquidação de saldo devedor, prestações de consórcio ou complemento de Carta de Crédito. Temos outra matéria mais detalhada sobre esse assunto que explica como usar o FGTS para comprar um imóvel.

 

Quais os tipos de financiamento?

São 4 tipos de financiamento: o Sistema Financeiro de Habitação (SFH), esse é o sistema de financiamento dos programas imobiliários dos bancos, o financiamento direto pela construtora, a carteira hipotecária e o Sistema Financeiro Imobiliário.

Elas se diferenciam, basicamente, através das taxas de juros, formas de amortização da dívida, como o FGTS e, também pelo índice de correção.

Caso tenha dúvidas sobre a viabilidade de entrar em financiamento em 2021, acesse o nosso artigo sobre o mercado imobiliário.

 

Sou autônomo, posso financiar um imóvel?

Sim, desde que você consiga comprovar a renda, que pode ser feita de várias maneiras, como a apresentação de contrato de serviços, declaração de imposto de renda, declaração de receptação de rendimentos.

Algumas pessoas acreditam que o financiamento é possível apenas para quem tem a carteira assinada, mas na verdade o banco faz uma consulta minuciosa para saber se realmente é possível habilitar ao crédito, como dito acima, o banco quer a segurança de que você seja um bom pagador.

Selecionamos as dúvidas mais comuns, esperamos que tenha gostado e esclarecido algumas questões para você. Caso tenha interesse em imóvel com qualidade, segurança, conforto e com ótimas formas de pagamento, nós da Embraplan, temos as melhores oportunidades para realizar o seu sonho.

Conheça o Residencial Vivace, que ainda está na planta e, portanto, uma excelente opção para quem busca valores acessíveis.

ESCRITO POR:Embraplan Engenharia
Embraplan Engenharia 2021. Todos os direitos reservados.